Pular para o conteúdo da página

Um exemplo comum é o de refluxo noturno na gravidez. Como lidar com essa situação? O que causa o

incômodo?

Nas próximas linhas, vamos falar sobre o tema de um jeito simples. Siga a leitura para tirar as dúvidas sobre o

refluxo noturno na gravidez.

O QUE É E O QUE CAUSA REFLUXO NOTURNO NA GRAVIDEZ?

O refluxo tende a acontecer mais no início da gestação e diminuir ao longo do período.1 Na medicina, o refluxo

gastroesofágico é uma doença digestiva causada pela passagem do ácido presente no estômago para o esôfago.

O refluxo pode acontecer a qualquer momento e durante toda a gestação. Mas quando essa condição ocorre

próximo da hora do descanso, temos o chamado refluxo noturno na gravidez. A grávida sente uma queimação no

peito ao deitar, que sobe pela garganta e gera uma sensação desagradável que pode atrapalhar muito o sono.

E sabia que algumas condições específicas tendem a propiciar ainda mais esse tipo de desconforto? Vamos te falar

mais sobre elas abaixo.

PROBLEMAS CRÔNICOS

Azia, refluxo e outras fragilidades do sistema gástrico prévias à gestação podem aumentar a incidência do

refluxo noturno na gravidez. Somados às transformações anatômicas e hormonais do período de nove meses —

sobre as quais vamos falar a seguir, problemas crônicos podem propiciar o aparecimento e/ou agravamento dos

sintomas.

CONDIÇÕES ANATÔMICAS E HORMONAIS

Durante a gestação, o corpo muda muito. Primeiro, pensando na anatomia da mulher, o bebê cresce na região

abdominal e o útero se expande. Esse espaço extra que o corpo da mãe precisa acomodar faz com que os órgãos

do sistema digestivo, como estômago e esôfago, sejam pressionados, condição esta que facilita o refluxo noturno na

gravidez, especialmente nos últimos três meses antes do nascimento da criança.

Segundo, falando da questão hormonal, a alta presença de progesterona é um fator que também pode facilitar o

refluxo noturno na gravidez.2 A substância, produzida para preparar o corpo da mulher para a hora do parto, tende a

enfraquecer o músculo na base do esôfago. Isso pode fazer com que o ácido estomacal chegue mais fácil ao

esôfago, aumentando o potencial de desconforto especialmente à noite, quando a gestante se prepara para dormir.

O que acontece é que a posição horizontal facilita com que o ácido do estômago chegue até o esôfago e, assim,

cause o refluxo noturno na gravidez.

QUAIS OS PREJUÍZOS DO REFLUXO NOTURNO NA GRAVIDEZ?

Como é possível perceber, existem motivos que fazem o refluxo noturno na gravidez algo comum. Mas eles podem

prejudicar a saúde da gestante? Veja mais sobre o assunto a seguir.

PROPICIA O APARECIMENTO DE DOENÇAS

Estudos mostram que a insuficiência na duração e qualidade do sono podem levar a condições como obesidade,

doenças cardiovasculares, imunossupressão, síndrome metabólica, entre outros problemas.3

NOITES MAL DORMIDAS

Falando em sono, um dos maiores problemas do refluxo noturno na gravidez é que dificulta o momento de

descanso. As horas de sono são necessárias para que o desenvolvimento do bebê e a gestação como um todo

sejam mais tranquilos.

PREJUDICA O BEM-ESTAR

Apesar de o refluxo noturno aparecer durante a noite e atrapalhar o sono, ele ainda pode prejudicar o bem-estar da

gestante no dia seguinte. No caso das pessoas que precisam trabalhar durante a gravidez ou que tenham uma

rotina mais agitada, por exemplo, o cansaço originário nas noites mal dormidas pode ser bem complicado.

Falando em bem-estar, a saúde mental e emocional, que já pode sofrer alterações por conta das mudanças do

período, também pode ser afetada pelo refluxo noturno, devido à preocupação com a sensação de desconforto.

COMO ALIVIAR O REFLUXO NOTURNO NA GRAVIDEZ?

Vimos até aqui que o refluxo noturno na gravidez pode até mesmo prejudicar o bem-estar da gestante em suas

tarefas diárias.

Para aliviar o problema, a adoção de um estilo de vida balanceado durante a gravidez é uma das atitudes que

pode ajudar de maneira geral. Neste tópico, vamos dar dicas sobre cuidados que você pode tomar para aliviar os

sintomas.

FIQUE DE OLHO NA ALIMENTAÇÃO

Ingredientes e produtos que aumentam a acidez estomacal devem ser consumidos com parcimônia e evitados

sempre que possível, especialmente se a gestante apresentar algum problema crônico prévio. Aqui no blog, já

indicamos várias bebidas e alimentos que podem gerar o piorar o problema:

􀜚􀜛􀜜 Veja as dicas no conteúdo sobre azia na gravidez

Além das recomendações do link acima, destacamos também as comidas picantes/apimentadas. É importante evitálas

durante o período da gestação, pois tendem a aumentar bastante a prevalência de refluxo gástrico1, podendo

levar a um aumento das sensações de desconforto noturno.

EVITE SE DEITAR APÓS AS REFEIÇÕES

O ato de descansar é fundamental durante a gestação. Porém, deitar-se logo após jantar ou fazer alguma refeição é

um hábito a ser evitado no período.

Como já vimos aqui neste conteúdo, a posição horizontal pode aumentar a possibilidade do refluxo da gestante

durante a noite. Então, a recomendação é adaptar temporariamente hábitos e horários. Por exemplo, a grávida pode

se organizar para jantar mais cedo do que o costume, o que vai favorecer a digestão mais tranquila e, no momento

do sono, o corpo poderá realmente descansar.

UTILIZE MAIS TRAVESSEIROS

Como explicamos no tópico anterior, o ácido do estômago, ao chegar até o esôfago, pode causar a sensação

desconfortável e o refluxo noturno na gravidez. Para evitar esse problema, há algumas atitudes que podem ajudar.

Uma delas é utilizar mais travesseiros ao dormir. Desse modo, você tem mais suporte e não fica totalmente na

posição horizontal. Além disso, colocar um calço na cama para elevar a cabeceira ajuda a ter um sono tranquilo e

com menor desconforto gástrico.

O QUE É O LUFTAGASTROPRO PARA GRÁVIDAS?

Quando se fala em aliviar o refluxo noturno na gravidez, existem vários meios. Inclusive o LuftaGastroPro para

grávidas. Você já conhece o produto, que pode ser utilizado no período de gestação?

O LuftaGastroPro para grávidas é um medicamento que pode contribuir com o alívio do refluxo noturno na

gravidez. A principal substância responsável pelo alívio dos sintomas como refluxo, azia e má digestão é o alginato

de sódio, responsável por neutralizar o ácido presente no estômago.

O medicamento age formando uma barreira entre o estômago e o esôfago, evitando o indesejado refluxo noturno

durante até quatro horas. O LuftaGastroPro para grávidas tem a facilidade de não precisar de água para ser

ingerido, podendo ser tomado em qualquer lugar4.

QUAL É A CLASSIFICAÇÃO DE LUFTAGASTROPRO PARA GRÁVIDAS?

É importante ressaltar que nem todos os medicamentos podem ser usados no período de gestação e amamentação.

No entanto, LuftaGastroPro é uma alternativa segura para trazer alívio durante essa fase - claro, levando em

consideração o uso conforme a indicação e posologia descritas na bula do produto 4.

De toda maneira, o médico deve ser consultado antes de começar qualquer tratamento medicamentoso durante a

gravidez.

O refluxo noturno na gravidez pode ser bastante desagradável. Mas você viu aqui que existem formas de aliviar

esses sintomas e driblar os desconfortos que o corpo pode sentir na gestação.

Você gostou do nosso conteúdo? Esperamos que tenha sido útil. Aproveite que terminou a leitura e conheça mais

sobre LuftaGastroPro!

*Vide Bula do Medicamento

LUFTAGASTROPRO (alginato de sódio e bicarbonato de potássio). M.S. 1.7390.0005. Indicado para o tratamento

de sintomas do refluxo, azia e queimação. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER

CONSULTADO. FEV/22.

Referências:

1 Gastroesophageal reflux disease in pregnancy: a longitudinal study, Trop Gastroenterol, Jul./Set. 2014

2 Como combater a Azia na Gravidez | Hospital São Lucas (hslgv.com.br)

3 Nocturnal Gastroesophageal Reflux Disease (GERD) and Sleep: An Important Relationship That Is Commonly

Overlooked, Journal of Clinical Gastroenterology, 2020, p. 663-674

4https://www.luftagastropro.com.br/bulas/